img-feed img-feed-email

sábado, 4 de setembro de 2010

A competição feminina como técnica para malhar!

Não é novidade o ditado que diz que as mulheres não se vestem para impressionar os homens... o que elas querem mesmo é impressionar as outras mulheres. De fato, nós mulheres sabemos o quanto gostamos de ter mais destaque, mais beleza, mais inteligência do que nossas amigas. 
Segundo a psicóloga Olga Tessari, do Blog Ajudaemocional.com, “A competitividade feminina está ligada à cultura. Ela sempre existiu, pois das mulheres sempre é exigido o máximo: tem que ser boa como dona-de-casa, mãe, esposa, profissional, em tudo. Então, nada mais ´natural´ do que elas competirem entre si a respeito de quem é a melhor, seja em que quesito for”. Deste modo, podemos considerar a competição feminina como algo comum à natureza humana, o que pode aliviar a nossa culpa e nos levar a admitir que nós, mulheres, somos competitivas sim!
O lado interessante dessa competição é que costumamos competir com todas as mulheres, não importa se ela é a nossa amiga, nossa vizinha, nossa prima, irmã, parente, tia, colega de trabalho, ou simplesmente uma desconhecida que você vê no ponto de ônibus todos os dias. A mulher tem aquela coisa de orgulho feminino, de querer sentir-se superior. Claro que isso não significa desejar o mal das outras mulheres, mas significa que gostamos de parecer melhores, mais bem sucedidas, mais amadas, mais atraentes. Na competição usamos o nosso cabelo, nossas unhas, nossas roupas novas, nossa profissão, nossa condição financeira e até o nosso namorado ou marido, a fim de demonstrarmos o quanto somos bonitas, amadas e felizes.
.
Foi pensando nessa competição feminina que todas nós temos, em menor ou maior grau (não adianta negar, isso é fator cultural e natural!) que desenvolvi uma nova 'técnica' para malhar. Todavia, preciso explicar primeiro a necessidade dessa 'técnica': a grande maioria das mulheres quando se matricula em uma academia não consegue manter-se nela por um longo período e, geralmente, acaba desistindo do exercício e até da dieta que a tornaria mais saudável e mais bonita.
Então, se você é dessas que, como eu, não consegue manter-se fazendo exercícios físicos por muito tempo preste atenção na 'técnica do instinto competitivo' que acabo de criar (rs). 
1 - Nesta técnica, durante a malhação, escolha alguma mulher do seu círculo de convivência que te inspira a querer ser mas bonita do que ela (pode ser uma amiga, uma parente, uma colega de trabalho). Vá para a academia pensando nesta amiga e quando estiver fazendo os exercícios feche os olhos e visualize-a. 
2 - Na hora de contar a frequencia da atividade não conte apenas 1,2,3,... Conte memorizando as suas amigas: Mais bonita que fulana 1, mais atraente que sicrana 2, mais magra que beltrana 3, ... assim você vai sentir-se muito mais motivada a continuar malhando.
3 - As mulheres que são muito ciumentas podem sentir-se ainda mais motivadas se lembrarem que a ex de seu namorado é um tantinho mais magra do que ela. Aí, basta ficar pensando na dita cuja enquanto malha!
4 - Outra idéia legal é levar uma foto em que você e sua melhor amiga, que por acaso é mais  gostosa do que você, estão juntas de biquini na praia, e ficar olhando para a foto enquanto está correndo na esteira.
.
Claro que essa 'técnica' não passa de uma brincadeirinha bem humorada sobre o perfil da mulher brasileira, entretanto, pensando nisso agora, acho que vou usá-la quando for para a academia na segunda-feira... vai que a técnica funciona!

8 comentários:

Jaque ઇ‍ઉ disse...

Hehe
Até que não é uma má ideia rs
Se você usá-la, não esqueça de nos contar xD

Beijos e bom feriado!

Ninaaa . disse...

Nunca tinha pensado assim, método inteligente :D
E o pior é que é verdade. Eu mesma sou assim, só que não tinha percebido. Beijos, Tahiana.

Isilda disse...

A tua técnica é muito boa para levantar a auto-estima...mas não acredito que cure.

Erica Vittorazzi disse...

Como eu preciso desta técnica...hehe. Mas, não sou fã de academia, nem um pouco. Já na natação, é fácil imaginar isto, já que estou um ano sem treinar... estou perdendo para todo mundo.


beijos

Nani disse...

Tahi, simplesmente AMEI seu bom humor!!!
Eu entendo o que você diz sobre a competição feminina. Não é no sentido "inimigas mortais", mas no sentido "quero ser pelo menos tão bonita, tão inteligente, tão sofisticada quanto todas as mulheres que me cercam e, principalmente, cercam meu marido/noivo/namorado". Quem sabe essa competição não vira realmente uma ajudinha na hora de malhar e na hora da dieta, hein???

hahaha

Vou, inclusive, indicar a leitura aqui no Idiotizando!
Beijos, tenha uma ótima semana!

Juliana Oliveira disse...

Obrigada pelo carinho Tahiana! Sem dúvidas sei como é estar sem tempo! É difícil e estou dando o melhor de mim. Mas mesmo assim, estarei sempre aqui. Enormees bjus. Juh

Juliana Oliveira disse...

Obrigada pelo carinho Tahiana! Sem dúvidas sei como é estar sem tempo! É difícil e estou dando o melhor de mim. Mas mesmo assim, estarei sempre aqui. Enormees bjus. Juh

Juliana Doerner disse...

Essa técnica tem sentido... E você vai usa-la...?

Depois quero ficar sabendo..

Bjs

Como você está em relação às eleições?

Visitantes do Idiotizando


Contador Grátis Desde 18/01/2010

Top comentaristas!

widget UsuárioCompulsivo Quanto mais você comentar aqui no Idiotizando mais chances você terá de ter o seu blog divulgado nessa lista! Comente já!

SEGUIDORES

Minha lista de blogs

IDIOTICAMENTE FALANDO:

Frase da semana: "Simplesmente sei que tudo o que sinto é muito mais meu do que todo o saber que me cerca!"> (Tahiana Andrade)
 
▲ TOPO ▲